Proteger as vítimas de violência doméstica

Proteger as vítimas de violência doméstica

Além das ameaças à nossa saúde e perigo de contágio do vírus Covid-19, junta-se o aumento do risco de violência doméstica em período de isolamento das famílias, que pode dificultar o acesso das vítimas às redes de proteção formais e informais.

A União das Freguesias de Almada, Cova da Piedade, Pragal e Cacilhas apela para que, durante este período em que as vítimas de violência domésticas ficam muito mais expostas, «não fique em silêncio», ligue e denuncie, relembrando que estes são tempos especiais que nos exigem um sentido coletivo de responsabilidade e solidariedade ainda maiores.

Neste sentido, partilhamos informação da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, nomeadamente a lista de contactos dos serviços de apoio e conselhos de segurança para as vítimas.

Tags :